Comunidade Remanescente Quilombola Palmital dos Pretos

Descrição
A comunidade de Palmital dos Pretos, em Campo Largo, é um dos mais importantes povoados de descendentes de escravos da região. Está situada a 83 quilômetros da sede do município e em 2013 contava com  32 famílias quilombolas. Formados por famílias negras oriundas de várias regiões do Estado, o quilombo do Palmital foi, na época da escravidão, um dos mais seguros refúgios dos escravos no Estado.

O nome da comunidade traz referência a grande quantidade de palmito existente nas terras. A festa e a dança fazem parte do cotidiano local: gostam de dançar a rancheira, a valsa e o “dois em um”, uma dança com dois passos para trás e um para frente. Nas danças as mulheres usam saias rodadas com anáguas armadas.

São Sebastião, Santo Antonio, São Braz, São João, São Pedro, São Gonçalo e Bom Jesus são os santos festejados. As festas de junho, em louvor aos santos do mês, são animadas com fogueiras e bingos.

Fonte
Grupo de Trabalho Clóvis Moura
Folha de Campo Largo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*